2 meses de EUA

IMG_6763.JPG

Oi meninas, tudo bem?

Hoje vim contar pra vocês como foram esses 2 meses (quase 3) morando aqui nos EUA. Disse que faria esse post no primeiro mês, mas não deu certo, então to aqui pra falar desses 2 meses =)

Vou separar por tópicos, assim fica mais fácil de entender!

Host Family:

Minha host family é um amor, não tenho do que reclamar! Eles são muito legais comigo, respeitam 100% as regras do programa, e se eu trabalho a mais, eles fazem questão de me pagar extra. Querem saber como eu estou, se estou gostando e se preciso de algo. Sempre me perguntam se está faltando algo de comida pra mim e sempre querem saber sobre o Brasil (apesar de já terem ido pra lá algumas vezes) e sobre minha família. Quando eu vou sair, eles querem saber pra onde eu vou (algumas meninas acham isso um saco, eu gosto, mostra que eles se importam comigo e é bom também por questões de segurança) e sempre me indicam algum lugar legal por perto, eu adoro isso! Se eu não tenho idéia de onde sair no final de semana, eu pergunto pra minha host e ela faz logo um roteiro de lugares e de como chegar, amooo!
Nós conversamos bastante, se eu quero um dia off, eu peço pra eles e eles me dão sem problemas. Assim como se eles precisam de mim num final de semana, eu trabalho sem problemas.

Apesar de adorar os dois, eu sempre coloco na minha cabeça que eles são meus chefes e não minha família. Isso é muito importante pra você não pirar aqui e achar que eles tem que fazer coisas além do que deveriam.

Adaptação com o baby:

Pra quem não sabe, eu cuido de um baby de 7 meses. Quando eu cheguei ele tinha 4 meses e as primeiras semanas foram bem difíceis, pois ele só dormia ou com a mãe ou andando de carro ou passeando no carrinho!
Logo nos primeiros dias, eu já conseguia fazer ele dormir no meu colo, mas era um sacrifício, pois quando eu conseguia, assim que eu colocava ele berço, ele acordava e chorava muito! Uma vez eu fiquei tão desesperada que eu sai do quarto chorando! Sorte que minha host estava em casa (ela ficou em casa comigo umas 3 semanas até voltar ao trabalho, foi uma maravilha!) e até me deu um abraço, pois sabia que era difícil hahaha.
Meus hosts chegaram a contratar uma consultora do sono, mas não adiantou, a mulher não falava nada com nada e resolvemos não seguir o que ela disse.

Um dia estava desesperada e fui pedir ajuda no grupão e, 99% das meninas me disseram a mesma coisa, deixa o menino chorar! Conversei com a minha host no mesmo dia sobre isso e ela disse que estava lendo um livro onde dizia a mesma coisa. Resolvemos tentar esse método e foi a melhor coisa que fizemos! Hoje meu baby é muito mais calmo e dorme sozinho, tanto nas sonecas, quanto de noite.

A parte da soneca foi a única parte em que eu tive problemas com ele, pois de resto ele é o baby mais lindo do universo e eu amo ficar com ele! Ele é muito risonho e se distrai fácil. Já sou extremamente apaixonada por ele e sinto a falta dele nos finais de semana em que eu não o vejo, SIM! hahahaha

Presentes para a família + LCC:

Quis colocar esse tópico pois 99% dos blogs, as meninas falam que a família não dá a mínima pros presentes que as AuPairs levam. Bom, quis ser a minoria dessa vez e falar que sim, minha host family amou meus presentes e usam todos!
Pra que não sabe, aqui está o post onde eu contei o que dei pra cada um deles.
Minha host usa o colar quase todos os dias. Meu host amou a partitura e sempre que eu passo pelo piano, ela tá lá em cima aberta, ou seja, ele tá tocando! Meu kid já usou o babador várias vezes, meus hosts apaixonaram no natura mamãe e bebê e passam sempre no meu baby. A única coisa que ainda não foi usada foram os DVDs, pois ele não assiste tv ainda (ele não é proibido, mas minha host quer evitar ao máximo).
Minha host amou a ideia do caderninho pra anotar o dia dele, lá eu anoto a quantidade e a hora de leite, as horas das sonecas e a quantidade de fraldas trocadas.

Quanto a minha LCC, eu a adorei! Entreguei o presente quando ela veio aqui em casa para ver se estava tudo certo. Quando viu o presente, ficou surpresa com a minha preocupação e adorou!
Ela parece ser uma pessoa bem justa, sinto que se um dia tiver algum problema, vai querer ouvir os dois lados da história e tentar ajudar a todos.  Enfim, tive uma boa impressão dela!

Homesick:

Vou confessar que homesick mesmo eu só tive na primeira semana. E com certeza foi pq eu não estava conseguindo colocar meu baby pra dormir e ele chorava muito, pois ainda estava se acostumando comigo.
Fora isso eu estou lidando melhor com a saudade do que eu esperava! Claro que a saudade existe, mas sempre que ela vem, eu tento mudar o foco do meu pensamento, senão eu fico doida! Queria muito que minha família estivesse aqui comigo, mas penso que estou realizando um sonho que sempre tive e que tenho que aproveitar ao máximo. Então, sem tempo pra chororô! hahahaha
Minha família me apoia muito em tudo, conversamos muito e eu conto exatamente tudo que eu estou fazendo aqui pra eles. Eles sabem pra onde eu vou, com quem e quando eu vou. Eles sabem até quando eu fico bêbada e quando faço coisa que não devia! hahaha Meus pais são meus melhores amigos, se eu não puder contar com eles, com quem mais vou contar?! Então essa relação de amizade também ajuda na hora do aperto, pois sei que mesmo de longe eles estão participando dessa fase junto comigo!

E a saudade não está apertando tanto pois em dezembro eles vão vir me visitar YAAAAAAAAAY! Tô tão feliz! Não vejo a hora de ver minha família ❤

Geral:

Fora isso, estou amando minha nova vida! Morar em um outro país é demais, é tudo que eu sempre sonhei e um pouco mais! Nada paga a tranquilidade de andar na rua sem medo de ser assaltada, das pessoas da rua sorrirem pra você por nada, de viver em um país justo onde as regras são seguidas e cobradas. O transporte público é ótimo (não se esqueçam que eu moro em uma cidade grande) e super fácil de andar.
Sem mencionar o preço das coisas né?! Preço justo e acessível pra todos (o que pode ser um ponto ruim quando você é AuPair hahahaha).

Eu já sou completamente apaixonada por San Francisco! Cada vez que eu saio eu amo mais essa cidade, e a cada viagem que eu faço eu me apaixono mais pela Califórnia!

Bom, o post ficou giiiiga! Mas tentei explicar certinho o que aconteceu comigo nesses últimos meses. Se vocês quiserem saber de algo que eu não comentei aqui, me deixe saber nos comentários =)

Beijos!

Advertisements

Au Pair: Application Video

Olá! Como vocês estão?

Hoje vim falar sobre um assunto que muitas meninas vem pedindo pra eu falar, meu application video! Gente, de jeito nenhum que eu iria postar meu vídeo aqui! JAMAAAAIS!

Mãããs, algumas meninas pediram e eu deixei a vergonha de lado e resolvi postar.

Mas antes disso, quero dar umas dicas de como fazer um vídeo legal, na minha opinião hein.
– Não coloquem musica de fundo, a família quer te ouvir falando e uma música de fundo, pode atrapalhar.
– Se quiser colocar fotos (como eu fiz) coloca do lado, mas nunca deixando de aparecer no vídeo. Existe uma parte do seu application só pra fotos, o vídeo é pra mostrar a cara mesmo! Eles querem te ver.
– Separe seu vídeo em tópicos, tente não decorar texto pois não fica natural e vai ficar na cara que vc está lendo ou que estava tudo decorado.
– Sempre olhe pra camera! Olhar pros lados pode mostrar insegurança ou que vc está lendo um texto!
– Não tenha medo de errar! A família sabe que vc está indo lá pra aprender, então relaxa e mostra o seu inglês.

Agora queria falar alguns pontos negativos e outros positivos do meu vídeo, de novo, na minha opinião!
Eu disse ali em cima pra não decorar pois eu fiz um texto e decorei. E a cada palavrinha que eu errada, eu começava tudo de novo! E quando eu consegui terminar o vídeo decorado eu quis fazer outro, pois o que eu fiz parecia que eu era um robô falando. Nervosismo é normal, mas eu parecia um robô mesmo! hahahaha Ai no outro vídeo eu já tinha os tópicos definidos e mais ou menos o que falar em cada um. Mas eu improvisei bastante! O que resultou em muitos erros de pronuncia e de vocabulário, mas muito mais espontâneo! (Espontâneo dentro do possível né, pq é impossível não ficar mega nervosa)

Uma coisa que eu gostei bastante do meu vídeo, foi ter falado um pouco sobre minhas futuras host kids, acho que é importante pras famílias saberem o que vc acha das HK delas. Também falei dos meu hobbies e eu achei que foi fundamental, pois disse que sabia fazer brigadeiro e minha host tá doidaaa pra que eu faça pra ela! hahaha

Bom meninas, acho que é isso! Faça o vídeo tranquila, em um lugar calmo onde dê pra ouvir claramente sua voz. Use sua criatividade! Disse minha opinião aqui, mas façam do jeito que vcs achem que é o certo hein. Se vcs querem colocar musica, foto e o que for, coloque! Confie no seu vídeo que com certeza dará certo!
Lembrando que só estou aqui colocando meu vídeo e minha opinião pq me pediram! Mas cada um sabe exatamente o ponto fraco e forte em si, faça o que o seu coração mandar =)

Bom, tá ai meu vídeo! Não riam pq tem muitos erros! Não reparem na minha cara de bolacha e no meu inglês. Eu gostei do meu vídeo, mas claro que a gente sempre pode melhorar.

E não, não tinha como ter uma capa de video melhor que essa 😦 o YouTube só me deu 3 opções e foi com cara de cu mesmo =D

Gente, acho que já falei antes, mas quero reforçar! Tem muitas meninas que fizeram exatamente ao contrário das coisas que eu falei, ficou legal (eu gostei pelo menos) e conseguiu família rápido. Então, sigam sempre o que vocêsacharem certo, ok? Só quis ajudar pois algumas meninas me pediram pra postar meu vídeo e resolvi passar essa vergonha por vcs!

Beijos!!!

UPDATE
Muitas meninas estão vindo me perguntar o programa que eu usei pra editar. Eu usei o iMovie, mas se vc não tem mac você pode baixar o adobe premiere ou o final cut que eles são ótimos também!!

Au Pair: Meu Processo pt.3 MATCH!!

cropped-post-2.jpg
Hello!

Tudo bem com vocês?

Hoje vim contar sobre meu match, desde quando minha host family entrou no meu perfil até hoje 🙂

Como eu estava contando no post passado, eu estava com a família M. no meu perfil e esperando até o dia seguinte para mandar um e-mail pra eles, já que eles não entraram em contato comigo. Até que de noite, eu estava com muita dor de cabeça e deitei um pouco, quando levantei fui olhar meu e-mails e tinha um e-mail da APC falando que tinha uma outra família no meu perfil, a família D. a.k.a minha host family =D

Eu liguei na hora meu computador pra ler mais sobre eles, enquanto ele ligava eu ficava falando “por favor, que essa família seja boa, por favor, que essa família seja boa! E que e a mãe trabalhe” e repeti isso até ver que: eles tinham um filho de 3 meses, os host parents eram advogados e moravam em San Francisco. Juro, nessa hora eu já me apaixonei por eles! Fui ler o perfil completo deles e os amava cada vez mais, lembro que tinha uma parte do perfil deles em que eles colocaram  ”nos dois somos advogados, mas não se preocupe, somos muito legais!” fala sério né? amei!! O perfil era completo, tinham muitas fotos e lindas por sinal! o kid é a coisa mais linda desse mundo!!Ah, eles falaram também que já foram intercambistas na Itália, Chile e Inglaterra, o que me deu um alívio enorme, pois eles sabem exatamente o que eu estou prestes a passar.

Assim que terminei de ler o perfil e ter mostrado pra minha família, a mom me mandou um e-mail dizendo que adorou meu perfil e que queria fazer um skype comigo. Na hora eu já respondi falando que também tinha adorado eles e que podíamos marcar um skype pra qualquer dia. Ela me disse que era melhor conversarmos no sábado, pois devido a grande diferença de horário, seria melhor. Ela disse também que tinha feito uma conta no skype, mas que não sabia se tinha feito certo, pois ela não entendia muito bem dessas coisas e ela esperava saber mexer nele quando fossemos conversar. hahahaha eu ri muito nessa hora, achei ela uma fofa.

Sábado chegou e eu estava bem nervosa, marcamos o skype pras 15hrs. E assim que eles ligaram eu estava me maquiando! hahahaha atendi eles e estava guardando as maquiagens e já falei “olha, me desculpa mas hoje eu acordei muito feia e precisava colocar uma maquiagem pra ficar apresentável pra vocês! hahaha” eles riram e falaram que não tinha problema e que eu não era feia. (só pelo elogio já aceitaria passar, lavar, cozinhar, cuidar do cachorro… hahahahahahaha just kidding)

Bom, a conversa fluiu muito bem, eles mostraram a cachorra deles, e eu já fui correndo mostrar a minha! Foi muito gostoso mesmo, tirei minhas dúvidas, eles tiraram as deles e minha host falou que eu sabia cuidar mais de criança do que ela! hahahaha uma fofa. Conversamos sobre horários, curfew, carro, folgas e coisas além de au pair, como por exemplo, que minha host estava doida pra experimentar brigadeiro e perguntou como que era feito, eu disse tudo e meu host pediu pra eu falar como escrevia “leite moça” pois ele ia em uma lojinha brasileira que tem perto da casa deles comprar. Eles contaram também que quando eles vieram pro Brasil a uns anos atrás (pois meu host dad tem parentes aqui, mas ele não sabe falar em português) eles adoraram comer, como minha host mesmo disse, “paoqueijo”! hahahahahaha gente, uma fofa ela tentando falar pão de queijo. Enfim, conversamos bastante e eles ficaram de conversar comigo depois e desligamos.

Fiquei bem ansiosa o resto do dia esperando um sinal deles. Até que no dia seguinte ela me mandou um e-mail falando que eles gostaram muito de mim e se eu estava disposta a fazer um outro skype com eles pra eu conhecer a casa e o kid. Respondi que sim e marcamos o skype pra de noite.

No horário marcado, ela me ligou e começamos a conversar, logo de cara a mom já me disse que eles estavam entre eu e mais uma menina pra escolher. Na hora eu fiquei meio desanimada, pois achei muito que eu era a única opção deles (ou pelo menos a opção principal né!haha). Mas enfim, continuei o skype linda e maravilhosa! hahahaha O kid estava dormindo (pra variar, pq esse menino só dorme gente hahaha) e eu conheci a casa toda, que é linda por sinal. Bom, conversamos sobre mais algumas coisas e ela disse que queria muito ter 2 au pairs, pq a outra menina também era um amor.

Quando estávamos prestes a desligar eu senti que precisava fazer alguma coisa pra me destacar e resolvi brincar com eles e disse assim “Hey, do you want a tip?” e eles mudaram a cara, ficaram sérios e falaram “of course!” e eu “You should pick me as your au pair!”. Gente, nessa hora eles riram tanto e eu também né of course hahahaha. Enfim, falei que eu era muito engraçada, legal e tal tal. Vendi meu peixe né galera! Com isso, ou eles gostavam mais de mim, ou desistiam de vez e eu resolvi arriscar. Bom, eles falaram que iam pensar e que me dariam uma resposta ainda naquele dia.

Abri meu e-mail um tempo depois e tinha um e-mail dela com o titulo “You gave us a good tip…” e quando eu abri “WE PICK YOU!! Are we a match for you?” AAAAAH MENTIRA NÉÉÉ, fiquei extremamente feliz nessa hora! Respondi na hora falando que eles não iam se arrepender e que eu estava muito feliz!

Depois disso foi só alegria, estamos trocando e-mails até hoje. Ela me mandou um monte de fotos da família dela e quer que eu mande fotos da minha família também. Ela me mandou um e-mail dizendo que sabe o quanto que é difícil mudar de país e que eles estariam ali pra qualquer coisa que eu precisasse. Enfim, com certeza fiz a melhor escolha, pois me identifiquei com os dois, eles são muito legais e senti que são muito abertos pra conversar sobre qualquer coisa.
Agora é só esperar o dia chegar!

Ufa! foi isso meninas! Já comprei todos os presentes e assim que todos chegarem, posto aqui pra vocês. 🙂

E esse foi o meu processo até agora, espero que tenha ajudado algumas meninas na fase inicial e as tranquilizado, pois a gente ouve tanta história de meninas que ficam meses online e não acham famílias que a gente acaba desanimando um pouco, né? Então fiquem tranquilas, não fiquem se baseando no processo das outras meninas, se de uma foi demorado o seu pode ser rápido!

Pensamento positivo sempre!
Beijos!

Au Pair: Meu Processo pt.2 Famílias

post familia
Olá meninas! Tudo bem?

Fiquei muito feliz que com tão pouco tempo de blog, já consegui ajudar algumas meninas com o processo =D Esse realmente é o intuito do blog, ajudar vocês 🙂

Hoje vim contar sobre as famílias que entraram no meu perfil.
Desde o começo do programa eu queria uma família em algum estado frio, não me importava se era NY ou WI, eu queria o frio! haha Infelizmente não rolou pois Califórnia era meu destino, já que todas as famílias que entraram no meu perfil eram de lá! Enfim, é o que dizem: escolha a família e não o lugar 🙂
Bom galerinha, vamos agora conhecer as famílias que entraram no meu perfil. Menos a escolhida, pois essa merece um post todinho pra ela. OOOWN hahahahahaha.

Família C.

Como eu disse, fiquei online dia 24/02. Fui correndo contar pra minha mãe que estava online e quando voltei pro quarto, já tinha um e-mail da APC falando que tinha uma família no meu perfil! Eu simplesmente morri! hahahahaha Entrei no perfil deles e eles eram de San Diego, 2 kids (uma girl de 5 meses e um boy de 3 anos), a casa tinha academia, jacuzzi, piscina e tudo mais que uma AuPair poderia sonhar hahahaha, o quarto da AuPair era lindo e a AuPair teria um carro só pra ela. Na hora achei que estava no céu, até ler stay at home mom. Gente, brochei de uma forma que nem dá pra explicar! Mãããs, como sou brasileira e não desisto nunca, resolvi dar uma chance pra moça pra ver qual era a dela.

Ela me adicionou no skype logo em seguida e eu aceitei. Ela me mandou uma mensagem perguntando se poderíamos conversar e eu “Sure!”. Nem estava tão nervosa pois não estava empolgada com essa família, encarei mais como um teste do que como uma entrevista de verdade. Esperei a fofa me ligar, esperei, esperei… Gente, ela me adicionou as 18hrs e foi me ligar as 21hrs! Enfim, me ligou e quando eu atendi estava ela e o kid – que é a coisa mais fofa desse mundo, btw – e  começamos a conversar. Ela explicou que demorou pra ligar pois estava cuidando da kid dela e eu achei a desculpa plausível hahahaha. Enfim, ela começou dizendo que adorou meu vídeo, que meu inglês era muito bom e começou a me fazer as perguntas, como ela nunca teve uma AuPair, ela ficava lendo um papel de perguntas – provavelmente que a APC tinha dado – e fomos conversando.

Resumo da conversa: como ela ficava em casa o dia todo, meu horário cada dia seria diferente, pois seria baseado no dia dela. (ela disse que isso seria avisado com antecedência, mas mesmo assim eu não curti a ideia). Ela queria que eu conversasse com o host dad no dia seguinte pq já queria fechar comigo naquela semana mesmo, e aquilo me assustou muito.

Ela foi muito simpática comigo, os filhos eram uma graça e o pai eu nem cheguei a conhecer para opinar. Mas o feeling não rolou, não senti que aquela família era pra mim, não só por ela ficar em casa, mas pelo fato de que o santo não bateu mesmo e o fato de não ter horário fixo influenciou em 90%. No mesmo dia, mandei um recadinho pra ela falando que infelizmente achava que não combinávamos, eu tinha acabado de ficar online e queria ter a oportunidade de conhecer outras famílias (essa ultima parte eu menti pq eu não queria falar o real motivo) mas desejei que ela encontrasse uma AuPair logo e desejava o melhor pra ela e para a família.

Ela me respondeu no dia seguinte que era uma pena, que gostou da minha honestidade de falar que eu não queria, e perguntou se tinha um motivo específico de eu não querer fechar com ela. Eu achei muito simpático da parte dela e resolvi falar o motivo, até pra ela poder melhorar quando fosse entrevistar uma outra menina. Disse que pelo fato do horário ser diferente a cada dia eu não poderia me matricular em algum curso pois não saberia quando estaria off. Ela me respondeu alguns dias depois falando que isso poderia ser mudado e perguntou quais dias eu queria fazer o curso, que isso poderia ser negociado. Achei muito legal mesmo da parte dela, mas já estava conversando com a família que tive o match e achei melhor deixar pra lá. Sim, eu deixei a fia falando sozinha, tadinha.
Bom, eles saíram do meu perfil e logo entrou a…

Família E.

Entraram no meu perfil dia 26/02 e eu toda empolgada fui correndo olhar o perfil deles. Eles eram de Danville – CA e logo vi que eram 4 crianças e até ai “ok”, se tivesse o feeling, pq não? Enfim, não foi isso que aconteceu pq assim que eu entrei no perfil deles vi que eles tinham 2 gatos, 2 cachorros, as crianças e a fofa moravam com os pais dela, a fofa não trabalhava, o pai fazia faculdade em Boston (!!!!!) e ia pra casa umas 2 vezes por semana. Gente, que loucura né? Não me empolguei de jeito nenhum com essa família. Ela me mandou um e-mail perguntando se podíamos conversar e eu respondi, só pra dizer que não tentei, com algumas perguntas sobre como era a rotina deles, se eu teria um quarto e banheiro só pra mim e outras coisas, bem direta mesmo!
Ela não me respondeu e logo saiu do meu perfil. Ainda bem, né!

Família M.

Entraram no meu perfil dia 27/02. Tinham 2 kids (um kid que devia ter uns 2 anos e uma kid neném, não lembro exatamente as idades) e moravam em Oakland. A mãe e o pai trabalhavam fora de casa e me pareceu ser uma família bem legal. Só pelo fato de essa família a mãe trabalhar, eu fiquei bem aliviada!
Bom, ela não me mandou nada e eu resolvi esperar até o dia seguinte pra mandar um e-mail.
Eis que, no mesmo dia entrou a família que eu tive o match. Fiquei tão empolgada com eles que nem liguei pra família M 😦 hahahaha De qualquer forma, eles saíram do meu perfil alguns dias depois. Espero que tenham achado uma AuPair boa, pois eles pareciam bem legais =)
Só pelo perfil e pelas fotos eu não tive uma empolgação com eles, achei eles ok sabe? Talvez se conversasse com eles poderia mudar de ideia mas o feeling também não rolou com eles.

Bom meninas, vou parar por aqui! No próximo post vou contar sobre meu match 🙂 Quis separar pq senão o post iria ficar maior do que já está.
Espero que tenham gostado!!
Beijosss

AuPair: Meu Processo pt.1

Untitled-3
Olá, tudo bem com vocês?

Hoje vim contar pra vocês toooodo meu processo! Na verdade ele nem é tão grande assim, pois tive muita sorte em achar uma família rápido. Mas quero contar com detalhes, pois isso foi uma das coisas que eu procurava ler em blogs quando eu estava na espera de ficar online e depois na espera de achar uma família.

Então vamos começar do começo, né?

Bom, eu sempre tive o sonho de morar fora do país, já tive a oportunidade de ir pra Suécia mas acabou não dando certo. Já quis ir pro Canadá, mas o processo é bem caro pra alguém como eu haha. Então, em uma viagem com a minha família no ano passado pelos EUA (minha primeira vez fora do Brasil) foi quando eu me apaixonei pelo país – e quem não se apaixonaria. Meses se passaram e eu ainda com a ideia de morar fora, até que um dia eu lembrei que uma amiga da minha prima foi AuPair e me veio uma estalo e eu pensei “cara, é isso!”. Sem pesquisar absolutamente nada sobre o programa, mandei um e-mail enorme pra ela com as perguntas mais idiotas do mundo – obrigada pela paciência, Nathy!!! – do tipo “eu realmente preciso morar na casa dos pais?” hahahahaha pois é, ela foi muito paciente comigo e respondeu todas minhas perguntas carinhosamente.

Pois bem, alguns dias depois fui na mesma agência que ela fechou o programa com meus pais em uma sexta-feira pra eles se informarem também sobre o programa. Adorei a orientadora e resolvemos que eu ia pensar no final de semana e na segunda-feira traria uma resposta. Bom, segunda-feira fechamos o programa e ela me entregou os milhões de papeis da primeira parte do application. Nesse mesmo dia, fui na trancar minha faculdade, o que foi a coisa mais feliz que eu fiz na vida! Quem me conhece sabe que eu nunca gostei da minha faculdade, não pela faculdade, mas sim pelo curso.

Bom, fechei meu programa no dia 13/01 e comecei a correr atras de tudo, pois queria embarcar em abril (sempre foquei meu pensamento de que em abril, eu embarcaria). Foi tudo muito rápido, um médico que eu nunca tinha ido na vida aceitou em assinar meu medical form sem problemas e consegui rapidinho minhas referencias, tanto pessoais quanto as de nanny (me fugiu o nome exato do form agora haha). Entreguei meus papeis mais ou menos 1 semana e meia depois e comecei a preencher meu application online.

As perguntas do application online são bem parecidas com as perguntas que você responde por escrito, então essa parte foi mais tranquila. O que pra mim foi o mais difícil, foi o vídeo e a carta pra host family! Sobre a carta e o video, eu estou pensando em fazer um post só pra isso, quero colocar minha carta e talvez o vídeo aqui pra ajudar as meninas que ainda estão nessa fase =) Bom, comparado ao vídeo, minha carta foi super fácil de fazer! (depois vou colocar um blog que me ajudou muito nessa hora!!) O vídeo eu penei, mas consegui! Ficou com 2:17 só de falação hahahaha.

Dei submit no meu application dia 04/02 e a ansiedade triplicou nesse dia! Fuçava em mil blogs pra saber em quanto tempo mais ou menos as meninas ficavam online e enchia o saco da minha orientadora pra saber o tempo até eu ficar online. Não sei nas outras agências, mas na AuPairCare tem que passar pos 2 revisões, uma a agencia local (no caso, a CI) e a outra é a própria AuPairCare que revisa.

Dia 19/02 a CI terminou de revisar meu perfil e passou pra APC revisar, um dia depois chegou no meu e-mail que eu teria que fazer um teste chamado DISC, que é um teste psicológico super tranquilo que serve para as famílias saberem um pouco mais sobre você. Fiz o teste e enviei pra eles.

Na sexta-feira, dia 21/02 recebi um e-mail da Jillian falando que queria marcar uma entrevista comigo na segunda-feira para conversar comigo. A princípio não entendi nada, mas pesquisando vi que ela faz essa entrevista pra oferecer o certificado de infant specialized, ela oferece isso se o seu perfil tem bastante experiência com kids under 2. Na segunda-feira estava mais nervosa que tudo nessa vida, mas fui conversar com ela, ela é um amor de pessoa e nossa conversa fluiu muito bem. Ela me explicou o que era infant specialized e se eu queria ser uma, disse que sim e ela fez uma perguntas e disse que minha orientação em NJ teria um dia a mais devido a isso. Falei que ok e antes de desligar ela disse que meu perfil já tinha sido revisado e que dentro de alguns dias eu estaria online. Bom, desligamos e mais ou menos uma meia hora depois eu, finalmente, estava online!!!

Vou parar por aqui pq esse post ficou maior do que eu tinha planejado! No próximo post conto sobre as famílias que entraram no meu perfil e sobre meu match! Se vocês quiserem posts mais detalhados sobre o DISC, minha entrevista com a Jillian ou qualquer outra coisa, let me know!!

Beijoooss